Paraíba avança no Ranking

18 de Setembro de 2017 | Notícias

O Estado da Paraíba registrou um grande avanço em relação ao Ranking realizado no ano anterior. O estado passou da 15ª para a 10ª posição no Ranking de Competitividade, tendo registrado avanços  nos pilares, como são chamados os itens que compõem o Ranking, de Educação, Segurança Pública e Sustentabilidade Social.

A Paraíba merece destaque na Educação com o ganho de 5 posições em relação à edição passada (de 19ª para 14ª colocação) por conta do ganho com os indicadores de taxa de frequência líquida do ensino fundamental e taxa de frequência líquida do ensino médio.

A Paraíba e o Ceará são os representantes do Nordeste mais bem colocados no Ranking de Competitividade 2017 figurando nas 10ª e 11ª colocações, respectivamente, à frente de Mato Grosso e Goiás. Neste Ranking de 2017, Paraíba, Acre e Rondônia, foram as Unidades da Federação que mais ganharam posições, enquanto Amapá, Amazonas e Pernambuco foram os estados que mais perderam posições.

Paraíba ficou na 10ª posição do Ranking Nacional. O Estado se classificou em 4º lugar em Infraestrutura. Em 8º em Inovação e Potencial de Mercado, enquanto que em Segurança Pública se posicionou em 13º. Nos pilares de Educação, Solidez Fiscal e sustentabilidade Ambiental, o estado ficou em 14º lugar. Em 16º em Capital Humano e Sustentabilidade Social. Eficiência da Máquina Pública se posicionou no 17º lugar.

No computo geral o estado de São Paulo segue na primeira colocação no Ranking de Competitividade dos Estados, seguido de Santa Catarina que subiu da 3ª para a 2ª colocação e o Paraná que caiu da 2ª para a 3ª posição em relação ao ano anterior. O Distrito Federal segue na 4º colocação. 

Os estados do Sudeste, Sul e Centro-Oeste concentram-se na metade superior do ranking, com os estados do Norte e Nordeste ocupando as últimas posições. Os últimos colocados foram os estados de Maranhão, Amapá e Sergipe, enquanto Alagoas conseguiu sair da última posição, passando para 24º. 

 

 

Baixe aqui o Relatório Técnico do Ranking de Competitividade 2017 que explica como foi produzido o estudo comparativo com a OCDE.