Estados Destaques em 2017

12 de Setembro de 2017 | Notícias

 

 

Destaque Crescimento 

Paraba Este prêmio visa reconhecer o estado que teve o maior destaque em crescimento consistente no Ranking de Competitividade entre as edições 2016 e 2017, utilizando como base a evolução do estado nos três principais pilares do Ranking de Competitividade: Segurança Pública, Infraestrutura e Sustentabilidade Social.

Os estados finalistas foram o Ceará e a Paraíba. O Estado da Paraíba é o estado premiado em 2017 devido à evolução ao longo das edições do Ranking e o recente crescimento em diversos indicadores, que resultou no salto da 15ª posição para 10ª posição no Ranking Geral. 

No último ano, o estado demonstrou crescimento contínuo e sustentável nos 3 principais pilares do ranking (infraestrutura, segurança pública e sustentabilidade social), com variação positiva de 12 posições, somando-se os três pilares. Isso demonstra um foco em resolver os principais desafios da competitividade apontados pelo Ranking. 

O estado também se destacou no pilar de Capital Humano, onde obteve melhora nos indicadores de PEA – População Economicamente Ativa - de três posições (19ª colocação para 16º), subindo também uma posição no indicador produtividade do trabalho e duas colocações em qualificação dos trabalhadores.

Quanto ao pilar Sustentabilidade Social, a principal evolução ocorreu na capacidade de inserção econômica, indicador que aponta a proporção de pessoas que têm alguma ocupação entre toda a população economicamente ativa. Neste ponto, o estado cresceu quinze posições. No indicador de mortalidade na infância, o estado subiu sete posições. 

Nos indicadores de Mortes Evitáveis, IDH, Previdência Social e Mortalidade Precoce, o estado subiu uma posição em cada.

No Pilar de Segurança Pública, o estado subiu um ponto no indicador de atuação do sistema de justiça criminal. O destaque foi o indicador de mortes a esclarecer, no qual cresceu vinte e duas posições, ficando em 5º lugar.

Em déficit carcerário, o estado subiu nove posições. No indicador de segurança patrimonial, a Paraíba subiu dezoito posições, ocupando a segunda posição nesse indicador.

Baixe aqui o Relatório Técnico do Ranking de Competitividade 2017 que explica como foi produzido o estudo comparativo com a OCDE.

 

Destaque Internacional


Santa Catarina O Destaque Internacional 2017 tem por objetivo premiar o estado brasileiro que apresenta o maior número de indicadores acima da mediana dos países da OCDE. 

 Na medida em que decisões de negócios são tomadas, cidades toma posições globais e regiões subnacionais ganham representatividade ganham expressão econômica, é primordial comparar a competitividade dos estados brasileiros em nível global. Por conta disso, a equipe do Ranking de Competitividade decidiu por comparar  todos os Estados brasileiros com os países membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), um grupo de 34 países democráticos e de economia de mercado. A OCDE é um grupo diversificado, já que inclui países em desenvolvimento e desenvolvidos das regiões das Américas, Europa e Ásia-Pacífico.

A maior parte dos dados obtidos a partir da OCDE são coerentes e harmonizados, facilitando a comparação entre os Estados brasileiros e outras economias. Como a OCDE é constituída por países com vários estágios diferentes de desenvolvimento, como o são os estados brasileiros, a estrutura de benchmarking internacional permite a comparação de três maneiras:

• Em primeiro lugar, quando consideramos os países de renda média, podemos comparar com os estados que têm formação semelhante e, portanto, obter uma visão sobre a suas posições.

• Em segundo lugar, quando consideramos os países desenvolvidos, podemos ver a distância entre os dois grupos e considerar os países desenvolvidos como modelos para os governos dos estados brasileiros.

• Por fim, se considerarmos a OCDE como um todo, podemos fazer uma comparação com uma referência internacional ao observar o grupo agregado em relação ao Brasil (ou seja, o conjunto de todos os Estados).

Em 2017, São Paulo e Santa Catarina foram os estados finalistas, sendo que Santa Catarina foi o estado campeão, uma vez que tem o maior número de indicadores internacionais acima do país média da OCDE – Organização para cooperação e desenvolvimento econômico do Brasil (100), acima do Chile (96,7); o indicador de segurança patrimonial (69,9) acima de Portugal (37,9); e nota de transparência (83,2) acima da Nova Zelândia, com (71,8). Deste modo, Santa Catarina demonstrou ser o estado brasileiro mais competitivo no cenário internacional.

Outros indicadores do estado que ficaram acima da mediana da OCDE, destacamos: Custo de Combustíveis, Custo de Mão de Obra, Taxa de frequência líquida do Ensino Médio, Segurança Alimentar, Desigualdade de renda, Inserção Econômica, Segurança Patrimonial, Índice de Transparência, Investimentos Públicos em P&D, Patentes e Emissões de CO2.


Baixe aqui o Relatório Técnico Internacional que explica como foi produzido o estudo comparativo com a OCDE.