Prêmio Excelência em Competitividade

22 de Fevereiro de 2017 | Notícias

Com 5 anos de experiência acumulados na criação, aprimoramento e divulgação do Ranking de Competitividade dos Estados, decidimos criar um novo instrumento para potencializar o impacto do ranking e reconhecer os estados que estão fazendo um bom trabalho, é o Prêmio Excelência em Competitividade. 

Criado em 2016, o Prêmio Excelência em Competitividade surgiu para reconhecer os estados que souberam implementar políticas públicas que merecem destaque, dar luz aos exemplos e boas práticas que devem ser replicadas e incentivar uma competição saudável entre os estados brasileiros. 

Os premiados de 2017 serão anunciados junto ao lançamento do Ranking, no segundo semestre. Os contemplados com o prêmio são divididos nas seguintes categorias:

++ Prêmio Destaque Crescimento

++ Prêmio Destaque Benchmarking Internacional

Além dos prêmios citados, o Ranking também criou premiações baseadas nos pilares e indicadores considerados de destaque. A definição dos prêmios pode variar a cada ano e são decididos pelos especialistas do Comitê Crítico do Ranking.

 

Em 2016, as categorias escolhidas foram:

++ Prêmio Destaque Boas Práticas Educação Básica

++ Prêmio Destaques Boas Práticas Gestão Fiscal

++ Prêmio Destaques Boas Práticas Gestão da Segurança Pública

 

Prêmio Resultados

 

Educação Básica

Fortaleza_site.jpg A premiação do Destaque Boas Práticas em Educação Básica visa reconhecer as melhores práticas adotadas pelos estados e que apresentem resultados nos indicadores do Ranking de Competitividade. O setor público é responsável por 77,3% das matrículas em educação básica no Brasil, segundo o Censo Escolar 2014 – dado que revela o importante papel do Estado na promoção deste direito. 

O Ceará foi escolhido como o estado premiado em 2016. Nos indicadores do Ranking, o estado é o melhor colocado da região nordeste em 10º lugar, com destaque no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB), em 5º lugar – o indicador é de maior peso neste pilar. O IOEB mede como a qualidade do ambiente escolar de um município contribuiu para o sucesso educacional dos indivíduos que ali vivem, mesmo em condições socioeconômicas menos favoráveis – como é o caso do estado do Ceará, que está em 17º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os estados brasileiros. Se considerarmos apenas IDH-Renda, o Ceará cai para 23º lugar.

Leia mais aqui.

 

 

Gestão Fiscal

Vitória_Site.jpgNos últimos 6 anos (de 2009 a 2015), a folha de pagamento dos estados se tornou 97, 28% mais cara, segundo o Ministério da Fazenda. Ainda no mesmo período, a dívida dos estados com a União cresceu 71,05%. Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a previdência dos estados apresentou em 2014 um déficit atuarial – necessidade de financiamento para pagamento dos benefícios atuais e futuros - de 2,4 trilhões e 43,5% do PIB. 

Diante a situação acima e considerando a retração de 3,8% do PIB em 2015, que impacta fortemente a receita dos estados, o Destaque Boas Práticas Gestão Fiscal visa premiar o estado que primou por uma boa gestão fiscal, honrando sua capacidade de pagamento e mantendo a execução de políticas públicas em um ano em que a situação fiscal se tornou ainda mais desafiante para todos os estados brasileiros. 

O premiado é o Espírito Santo, pelo conjunto robusto de ações implementadas a partir de 2015 pelo governo estadual e que se refletem nos indicadores do Ranking de Competitividade 2016.

Ler mais aqui.

 

 

Segurança Pública

mercado_sp.jpgSegurança Pública é um aspecto importante para a Competitividade, conceito que engloba a capacidade institucional dos estados em oferecer bons serviços para os cidadãos, usando recursos de forma eficiente. Competitividade é também a capacidade de criação de um ecossistema para a atração e desenvolvimento de negócios. A Segurança Pública afeta diretamente as decisões de importantes agentes econômicos e se configura como um fator estrutural ligado à alocação de investimentos. 

O Destaque Boas Práticas 2016 premia a Gestão da Segurança Pública do estado que prima pelo aumento da sua capacidade institucional visando a garantia deste dever constitucional primário e fundador da nossa sociedade. 

O premiado é São Paulo, pelo conjunto de boas práticas de gestão adotadas pelo estado e pelo desempenho nos indicadores do Ranking de Competitividade 2016.

Ler mais.

 

 

Maior crescimento 

macapa_site.jpgEste prêmio visa reconhecer o estado que teve o maior destaque em crescimento no Ranking de Competitividade do ano de 2016, utilizando como base o posicionamento ordinal geral dos estados e a evolução destes. 

O Amapá é o estado premiado em 2016, pois apresentou crescimento de nove posições no Ranking de Competitividade 2016, indo da 25ª posição para 16ª posição. O Amapá obteve melhora nos pilares de Solidez Fiscal (+22), Potencial de Mercado (+14), Capital Humano (+5), Infraestrutura (+3) e Sustentabilidade Social (1).

Ler mais.

 

 

Destaque Internacional 

Curitiba_site.jpgO Destaque Internacional 2016 tem por objetivo premiar o estado brasileiro que apresenta o maior número de indicadores acima da mediana dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OCDE.

O Paraná foi um dos estados que apresentaram indicadores que mais se destacaram em relação às medianas da OCDE (ano base 2015), ou seja, com resultados acima da nota do país médio entre o grupo de 34. Dentre os indicadores que ficaram acima da mediana da OCDE destacamos: Emissões de CO2, Patentes, Investimentos públicos em P&D, Índice de Transparência, Solvência Fiscal, Inserção Econômica, Acesso ao Saneamento Básico – Água, Avaliação da Educação, Custo da Mão de Obra, Custo de Combustíveis e em Segurança Patrimonial.

Ler mais




Inscreva-se no Prêmio Excelência em Competitividade 2017