Ranking de Competitividade permite a comparação dos estados brasileiros com os países da OCDE

10 de Outubro de 2019 | Notícias

Lançado pelo CLP - Liderança Pública em parceria com a Tendências Consultoria Integrada e a Economist Intelligence Unit, o Ranking de Competitividade dos Estados também inclui um componente internacional de benchmarking, que permite a comparação dos estados brasileiros com os países membros da OCDE - Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

Com 35 indicadores, o benchmarking internacional é composto por alguns itens inclusos no Ranking de Competitividade, como PISA e Solvência Fiscal. Ainda assim, alguns indicadores da ferramenta internacional são únicos dela, como o pilar Dado Fundamental.

Possibilitando uma comparação a nível global, o benchmarking agrega unidades em diferentes estágios de desenvolvimento e permite a avaliação de todos os estados brasileiros em relação a 34 países da OCDE - 2 dos 36 membros ainda não possuem dados atualizados.

Os estados brasileiros em comparação com a OCDE

Levando em conta esse olhar internacional, é possível comparar a competitividade de estados que frequentemente disputam investimentos com outros grandes estados ao redor do mundo, como é o caso de São Paulo. 

Assim como o Paraná, o estado se aproxima dos 34 países da OCDE, com melhor desempenho em relação a eles, e é finalista na categoria Destaque Internacional, do Prêmio de Excelência em Competitividade

Na categoria, é reconhecido o estado que possui o maior número de indicadores acima da média dos países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, na busca de se tornar um estado mais desenvolvido. 

Nos anos anteriores, em 2017 e em 2018, Santa Catarina foi o estado finalista da categoria Destaque Internacional,, demonstrando ser o mais competitivo no cenário. 

A participação do Brasil na OCDE 

Com 36 países membros, a OCDE é uma organização internacional que promove os princípios da democracia representativa e da economia de mercado. Com o objetivo de apoiar o crescimento econômico, manter a estabilidade financeira e aumentar o nível de vida, o grupo é composto por países desenvolvidos e em desenvolvimento. 

Parceiro-chave da organização, o Brasil mantém uma cooperação com a OCDE desde 1990, e em 2017, expressou oficialmente seu interesse em se tornar membro. Com diversos acordos comerciais sendo fechados, o país busca preencher uma série de requisitos para conseguir tal status entre os investidores.

Ainda assim, os dados do componente internacional de benchmarking 2018 mostram que o país precisa melhorar em diversos indicadores para alcançar os países membros. Considerando seus dados, o primeiro lugar é ocupado pela Suíça, com 13,37, enquanto o Brasil está em último, com 7,76.

O Ranking de Competitividade dos Estados 2019

Com a presença de secretários de diferentes presença de diversos atores políticos, como governadores e secretários de diferentes pastas e estados, o Ranking de Competitividade deste ano será lançado dia 18 de outubro.

Auxiliando os líderes a elencar prioridades de gestão, o Ranking de Competitividade pode ser utilizado para criar um Plano Plurianual e para guiar novas metas políticas com base em uma rica comparação geográfica.

Após o Lançamento dos Dados do Ranking, será apresentado o Prêmio de Excelência em Competitividade, que premia os os estados que souberam implementar políticas públicas que merecem destaque, dá luz aos exemplos e às boas práticas que devem ser replicadas.